Notícias

Encontro pedagógico reúne profissionais e debate temas relacionados a Educação

Na manhã desta sexta-feira (02), a Prefeitura Municipal de Barro Duro, através da Secretaria de Educação, realizou o Encontro Pedagógico voltado para os professores da Rede Municipal de Ensino.

Com uma vasta programação, o evento apresentou uma miniexposição dos livros e itens adquiridos com recurso próprio, da Prefeitura, para a composição de bibliotecas que funcionarão nas escolas municipais, além da palestra “Bullying: um desafio para a Educação Inclusiva”, ministrada pelo Professor Dr. Arnaldo Eugênio, e ainda, o lançamento do livro “Os Laboratórios didáticos de um curso de Física”, do professor do Instituto Federal e barrodurense, Fábio Pessoa Alencar.

                                                                         

                                                          

O Encontro também contou com a presença de representantes da Rede Privada de Ensino, de vereadores e de secretários do município.“A nossa missão é essa, investir na Educação para que consigamos formar grandes profissionais. Queremos criar, ainda mais, oportunidades aos que realmente se interessam pelo estudo, e mostrar que é possível se destacar. O Fábio, por exemplo, é um espelho para os barrodurenses”, frisou o prefeito Deusdete Lopes.

                                                         

Fábio Alencar falou um pouco sobre a importância de realizar o lançamento da sua obra na cidade em que nasceu, e da contribuição didática que o livro oferece. “Eu não poderia deixar de dividir esse conteúdo com os professores de Barro Duro. Eles quem repassam o conhecimento e as informações para os alunos, e são a grande ferramenta no processo de ensino e aprendizagem. Esse trabalho mostra o dia a dia ligado à Física, e como todas as áreas estão interligadas”, disse o autor.

                                                         

Em outro momento, os professores tiveram a oportunidade de ouvir e de debater sobre um tema que hoje, infelizmente, é tão presente no ambiente escolar, o Bullying. A ideia foi trabalhar e conscientizar os mestres para que eles entendam que o preconceito é uma forma de violência que pode afastar, cada vez mais, as crianças, jovens e os adultos, da sala de aula.

“A escola é um espaço de diferença e de acolhimento. Quando ela trabalha a perspectiva inclusiva, ela transforma o indivíduo, e consequentemente, a sociedade, mostrando que é possível respeitar todos. O nosso papel hoje é esse, mostrar aos professores como eles também podem ser esse objeto de transformação”, destacou o Dr. Arnaldo Eugênio.

                                                       


Todas as notícias