Notícias

Bolsa Família e Auxílio Emergencial: Entenda o que pode acontecer nesta segunda parcela

O Ministério da Cidadania identificou a necessidade de realização de ajustes em valores de parcelas dos benefícios do Programa Bolsa Família, que migraram para o Auxílio Emergencial, em abril de 2020. É possível que beneficiários realizem tentativa de recebimento de seu benefício e este conste como bloqueado. Nessas situações, deve ser realizada uma nova tentativa de saque a partir do dia 20/05/2020. Além dos acertos de valor, o Ministério da Cidadania identificou casos em que o benefício do Auxílio Emergencial foi interrompido a partir da segunda parcela, suspendendo o pagamento para esses beneficiários. Dessa forma, caso o beneficiário tenha recebido o Auxílio Emergencial em abril /20, e não possua parcela disponível no Sistema de Pagamentos Sociais para Maio/20, indica que seu benefício foi descontinuado. O Ministério também já está providenciando a relação analítica dos benefícios de Auxílio Emergencial do Bolsa Família que se enquadram nessa situação, e somente quando ela for compartilhada com a Gestão do Bolsa Família é que será possível a realização de atendimentos aos casos. Seguindo a portaria n° 335 do Ministério da Cidadania ficam suspensas, a partir de maio de 2020, a aplicação das ações de administração e alterações cadastrais de benefícios do Programa Bolsa Família, em nível municipal, de 11 de maio de 2020 e até enquanto for pago o auxílio. Ou seja, nesse momento o Gestor do Bolsa Família do CRAS de Barro Duro-PI, não possui acesso para resolução de bloqueios e cancelamentos dos benefícios de Bolsa Família ou Auxílio Emergencial. Informações adicionais podem ser solicitadas na Central do Ministério da Cidadania, no telefone 121.

Todas as notícias